Tudo que você precisa saber sobre o sistema imunológico

O sistema imunológico é o maior escudo de proteção do organismo humano, auxiliando na prevenção de infecções por microrganismos como vírus e bactérias. Em tempos que surgem com frequência mutações de vírus que colocam a saúde das pessoas em risco, além das medidas recomendadas de prevenção como a intensificação da higiene e a utilização de produtos antissépticos, manter o fortalecimento das defesas do corpo, é mais que fundamental.

De um modo geral, o corpo humano possui duas linhas de defesa, a primeira chamada imune inata, que envolve as nossas barreiras físicas e fisiológicas, e a segunda, chamada imune adaptativa, responsável por gerar as células de memória, formadas desde os nossos primeiros anos de vida, a partir da vacinação e contatos com microrganismos.

Tendo em vista a relevância dessas defesas para o corpo, é importante estarmos sempre atentos aos hábitos que podem estimulá-las e reforçá-las. Não existe mágica, e sim um conjunto de hábitos saudáveis e recomendados, e outros que devem ser evitados, para que o sistema imunológico esteja a todo vapor. Neste artigo separamos algumas dicas importantes para você. Confira!

Consuma alimentos antioxidantes

Os alimentos ricos em propriedades antioxidantes auxiliam na redução do estresse oxidativo das células, e impactam positivamente nas funções imunológicas do corpo. O açafrão, o azeite de oliva extravirgem, as frutas cítricas (riquíssimas em vitamina C) e as frutas vermelhas, são bons exemplos. O tomate também tem grande destaque antioxidante, devido à presença de uma substância chamada licopeno.

Aposte em vegetais verdes escuros

Espinafre, brócolis e couve, por exemplo, são alimentos que permitem diferentes preparações, e são ricos em ácido fólico, o qual está associado ao aumento de glóbulos brancos, importantes para a defesa do organismo.

Ômega 3 não pode faltar

Composto por ácidos graxos essenciais, o ômega 3 não é produzido pelo próprio organismo, devendo ser buscado através da alimentação ou suplementação. Os alimentos que se destacam nessa classe são algumas castanhas, o abacate, a sardinha, o salmão e algumas sementes como a de linhaça e chia.

Passe longe de alimentos embutidos e temperos artificiais

O ideal é sempre apostar em alimentos e temperos naturais, e reduzir o consumo de industrializados. Infelizmente com a correria diária, muitas as pessoas acabam recorrendo à alimentação fácil e rápida, o que pode trazer consequências negativas a longo prazo, já que normalmente são alimentos pobres em nutrientes e ricos em sódio e substâncias inflamatórias, que prejudicam o metabolismo, o funcionamento do corpo e o sistema imunológico.

Controle o estresse e cuide da sua saúde emocional

O estresse é um grande vilão da saúde como um todo. Estados frequentes de estresse e tensão, favorecem a liberação exacerbada de um hormônio chamado cortisol, que quando em índices elevados provoca muitas alterações no organismo, interferindo também no seu sistema de defesa. Por isso não é difícil ver pessoas que passaram por períodos turbulentos, ficarem doentes em seguida, acometidas por gripes, resfriados ou outras infecções.

Controle esses estados tentando identificar as suas principais causas, invista em momentos agradáveis e que sejam prazerosos para você, pratique exercícios físicos e procure estratégias para se manter calmo diante de situações desafiadoras e inesperadas.

Pratique alguma atividade física

O corpo humano foi feito para estar em movimento, por isso o sedentarismo é seu grande inimigo. Estudos indicam que além dos benefícios das atividades físicas na liberação de hormônios que melhoram o humor e ajudam na sensação de bem-estar, elas também estão associadas ao aumento de algumas células específicas do sistema imunológico, reforçando as suas defesas. Comece agora mesmo!

Uma boa noite de sono!

Assim como se movimentar é fundamental, descansar também é. Durante a noite ocorrem diversos processos metabólicos fundamentais para o funcionamento adequado e equilibrado do organismo e do sistema imunológico. Evite ao máximo qualquer privação do sono, e busque medidas que possam melhorar a sua qualidade, como evitar de jantar tarde, apagar a luz e desligar todos os aparelhos eletrônicos, favorecendo assim a liberação do hormônio responsável pelas funções do sono, chamado melatonina.

Pare de fumar!

O tabagismo é responsável por diversas complicações da saúde, como o desenvolvimento de doenças pulmonares, aumento da pressão arterial e alterações nas células, que claramente também interferem no sistema imune do corpo. O ideal é abandonar este vício.

Modere o consumo de bebidas alcoólicas

Comprovadamente o exagero no consumo de álcool está associado a alterações celulares e interferência na saúde das defesas do organismo. O problema é que normalmente ele é consumido como uma forma de alívio das tensões ou preocupações, mas além de não resolverem as adversidades, ainda provocam outros agravantes, por isso o ideal é buscar maneiras saudáveis de ter prazer e se descontrair, e reservar essas bebidas apenas para alguns momentos mais esporádicos, e claro, sempre com moderação.

Um pouco de sol

Sabemos que tomar sol em excesso não é recomendado, já que ele pode provocar sérios problemas como queimaduras e doenças dermatológicas, mas se expor durante 15 minutinhos ao dia, além de ser muito benéfico, é na verdade, necessário, já que essa é uma forma de estimular a sintetização de vitamina D, uma importante substância para a saúde óssea, e que também reflete positivamente no funcionamento do sistema imunológico.